1 de julho de 2022 1:05 PM

Cidadania

Retomada de atividades tem apresentações de capoeira, caratê, breakdance, balé e música

Foto:
Durante evento, foram entregues uniformes a alunos de balé e jiu-jitsu; trabalhos haviam sido suspensos em virtude da pandemia
Marilena Freitas

A Superintendência de Programas Especiais da Assembleia Legislativa de Roraima (ALE-RR) promoveu nesta terça-feira (29) um evento que marcou a reabertura oficial dos trabalhos do Centro de Convivência da Juventude, dando as boas-vindas a pais e alunos e entregando os uniformes de balé e jiu-jitsu.

No total, são nove mil vagas em todo o Estado, para crianças e adultos, inclusive para pessoas da melhor idade. As inscrições continuam abertas e os interessados podem procurar o Centro de Convivência, localizado na avenida Ataíde Teive, 3.510, bairro Buritis, com documentos pessoais e declaração da escola para aqueles que ainda estudam.

O evento de abertura contou com a apresentação de capoeira, karatê, breakdance, balé e música. Essa pequena mostra foi uma prévia das atividades do Centro de Convivência.

O presidente da Assembleia Legislativa, Soldado Sampaio (Republicanos), agradeceu aos pais que acreditaram na instituição cujo compromisso é oferecer o melhor para os alunos.

“Retomamos as atividades presenciais, que foram suspensas durante a pandemia, com força total. Neste período, não paramos, organizamos e contratamos os melhores professores para oferecer o que tem de melhor para a sociedade roraimense por meio do Poder Legislativo. O que mais alegra o coração da gente é ver crianças, adolescentes e jovens dançando, participando, praticando uma atividade cultural e esportiva. Fico feliz porque estamos podendo ajudar o próximo. É o Poder Legislativo fortalecendo nossa juventude roraimense”, disse o presidente.

A deputada Betânia Almeida (PV) afirmou que a retomada é o resultado de uma ação planejada para beneficiar a comunidade e do empenho de Soldado Sampaio. “Presidente e superintendente, nós estamos plantando e certamente vamos colher, e já podemos ver isso ao contemplar a felicidade dos pais e das crianças, jovens e adolescentes, neste recomeço das atividades”, comentou.

O superintendente de Programas Especiais, Marcelo Nunes, ressaltou que a abertura dos trabalhos era um momento esperado por todos. “Esse é um dia importante e festivo, em que todas as famílias vieram participar. As inscrições continuam abertas, então que a sociedade nos procure, pois aqui vai encontrar atividades para crianças, jovens, adultos e para a melhor idade”.

A dona de casa Vanessa Damázio foi uma das que prestigiou o evento e estava ansiosa para o início das atividades. “Fiquei sabendo das inscrições pela página da ALE-RR no Instagram e decidi inscrever minha filha, pois é uma grande oportunidade de praticar alguma atividade esportiva, além de ser gratuita, pois eu não teria condições de arcar com mensalidades”, contou.

A filha dela, Sofia Damázio, disse que gostou da ideia de praticar esporte “porque pretende treinar para competir no futuro”.

O servidor público André Vasconcelos foi com a mulher e a filha Ana Luíza Mesquita Vasconcelos, de 7 anos, acompanhar de perto a abertura dos trabalhos e conferir as instalações onde vão acontecer as atividades culturais.

“A minha filha ficou muito feliz quando soube que foi matriculada no balé. Aqui ela vai praticar uma atividade física e mental, já que ficou tanto tempo parada durante a pandemia. O balé vai ajudá-la a se ‘soltar’”, disse.

Ana Luíza garantiu “que está ansiosa para o início das aulas e curiosa para saber como é o balé na prática para aprender a dançar”.

Quem também estava feliz era o cadeirante Saaymonn Lima, de 9 anos, que é um dos alunos de jiu-jitsu. “Estou muito ansioso para começar porque acho que esse é um esporte interessante”, afirmou, ao receber o uniforme das mãos do presidente Sampaio.

A mãe de Saymonn, a dona de casa Priscila Brito, destacou que a oportunidade abre um novo caminho para o filho. “Como mãe, fico muito grata em saber que meu filho, como criança especial, vai participar gratuitamente, já que não tenho condições de pagar. Estou feliz também porque moro no bairro Buritis, o que facilitou bastante”, agradeceu.

O professor de violino Gilmar Sousa disse que esse é um dos instrumentos que auxilia no desenvolvimento cognitivo da criança. “Há muitos estudos científicos que comprovam que a música é um agente regulador da área cognitiva em todos os aspectos, pois trabalha tanto o lado emocional, deixando-a mais atenta e concentrada, quanto ajuda na coordenação motora”, explicou.

Sousa estava contente com o reinício dos trabalhos porque a atividade vai influenciar significativamente na vida profissional e financeira dos professores. “Para o profissional, é uma oportunidade para desenvolver esse trabalho magnífico na área cultural e social, ajudando a comunidade por meio desta parceria com a Assembleia Legislativa. Vamos fazer o que gostamos e ainda vamos receber por isso. Só gratidão!”, ressaltou.

Veja abaixo as modalidades ofertadas nesta primeira etapa:

Modalidades esportivas coletivas

Futsal
Futebol de campo
Futebol Society

Handebol
Vôlei
Capoeira
Taekwondo
Judô
Jiu-jitsu
Karatê

 

Modalidades culturais

Breakdance

Balé (infanto-juvenil/ adulto/ melhor idade)

Dança de salão
Zumba

 

Modalidades musicais

Viola
Violino
Musicalização
Teclado
Coral
Bateria
Violoncelo
Violão
Teoria musical