22 de maio de 2022 4:38 PM

Cidadania

Ação de cidadania garante emissão de quase 700 carteiras de identidade

Foto: Jader Souza
Maioria dos beneficiados foram jovens que pretendem tirar o título de eleitor para votar nas eleições deste ano
Marilena Freitas

O agricultor Francisco Assis de Sousa, da Vicinal 8 do Caroebe, fez um esforço e deixou a roça para providenciar o RG dos três filhos. “A partir de agora meus filhos são cidadãos com documento. O de 16 anos, tem o direito ao voto, vai poder escolher o futuro do país e o dele. Isso é muito importante”, disse. Ele foi um dos moradores do município, distante 377 377 quilômetros de Boa Vista, ao Sul de Roraima, beneficiados por uma ação de cidadania fruto de articulação política entre a Assembleia Legislativa de Roraima (ALE-RR) e Governo do Estado.

Durante cinco dias, foram emitidos cerca de 700 documentos na sede de Caroebe e na Vila Entre Rios, por meio do Programa RG na Mão, realizado pelo Instituto de Identificação Odílio Luz, da Polícia Civil. A ação no município, contou também com a participação da Casa do Cidadão e só foi possível graças a iniciativa do vereador Evandro Baia do Carmo (SD).

O parlamentar destacou que a demanda foi uma solicitação dos jovens da localidade. O RG (Registro Geral) é um dos documentos necessários para a emissão do título de eleitor. “Ao tomar conhecimento dessa necessidade dos nossos jovens, contatei o presidente [Soldado] Sampaio para que ele articulasse junto ao governador [Antonio Denarium] a vinda desse programa do Instituto de Identificação aqui no nosso município. E fomos prontamente atendidos”, disse.

O vereador destacou ainda que a impossibilidade de emitir cédula de identidade é uma queixa antiga dos moradores do município, um dos únicos que não disponibiliza o serviço de identificação à população. “Foi uma ação muito positiva. Estamos gratos ao governador, ao deputado Sampaio e aos servidores que trabalharam na emissão das identidades”, afirmou.

Cinquenta por cento dos beneficiados com a ação foram jovens que pretendem tirar o título de eleitor para votar nas eleições deste ano. O estudante Luiz Henrique Rego da Silva, 17 anos, foi um deles e não escondia a alegria ao ter seu primeiro RG nas mãos. “Era meio difícil não ter o documento porque havia várias impossibilidades como tirar a carteira de habilitação e o título de eleitor. Agora vou tirar o título e escolher o meu candidato, um candidato que venha melhorar a estrutura da nossa escola, da nossa merenda. Agora eu sou uma pessoa com direitos”, disse feliz, ao exibir o documento.

Em Entre Rios, a brigadista Josileia Ferreira da Silva aproveitou a oportunidade e tirou o documento dos três filhos menores de idade. “Os meus filhos estão maravilhados e dizem que agora são gente porque tem o RG. Estava lutando para tirar, mas não conseguia porque é muito caro para levar todo mundo para Boa Vista, dava em torno de R$ 1,5 mil. Foi uma oportunidade muito boa”, comemorou.

A cédula de identidade do servidor público Joelmires da Silva Oliveira estava ilegível desde 2019, ocasionando transtornos, pois não era aceita mais nas instituições financeiras e nos Correios, por exemplo. “A dificuldade para ir e voltar a Boa Vista é muito grande e cara, então essa foi uma oportunidade única, pois tiramos a identidade na porta de casa. A velha estava inválida e agora é atual, podendo apresentar no Banco sem problema”, disse sorrindo.

A representante da Casa do Cidadão, Taynara Quimas, parceira do Instituto de Identificação durante a ação realizada em Caroebe, contou que a meta é atender outras localidades. “Essa parceria visa levar a identidade para quem não tem condições de ir até Boa Vista tirar o documento. E o resultado dessa primeira edição superou as expectativas. Conseguimos atender quase 700 pessoas e a população pediu mais. Existe sim a possibilidade de voltarmos para mais uma etapa”, afirmou Taynara.

Programa

O Programa RG na Mão do Governo de Roraima é realizado pela Polícia Civil, Secretaria de Segurança e Secretaria de Educação e Desportos, criado em setembro do ano passado, para emitir carteiras de identidade dos alunos da rede pública estadual.

A parceria é feita com o Instituto de Identificação Odílio Cruz da Polícia Civil e o Departamento de Apoio ao Educando, da Secretaria de Educação, que pretende este ano disponibilizar o serviço para as escolas do interior.

Dos 15 municípios do Estado, nove dispõem de serviço para emissão da carteira de identidade. São eles: Alto Alegre, Amajari, Pacaraima, Mucajaí, Caracaraí, Iracema, São Luiz do Anauá, São João do Baliza e Rorainópolis.