30 de junho de 2022 2:31 AM

Esportes

Barcelona acusa diretoria anterior de gestão financeira imprópria

Foto: Agência Reuters
Clube registrou queixa na procuradoria local contra Josep Bartomeu
Agência Reuters
O presidente do Barcelona, Joan Laporta, acusou nesta terça-feira (1º) o ex-presidente do clube e sua diretoria de fazerem pagamentos falsos e outras atividades ilegais em sua gestão do clube.

Laporta disse que o clube encomendou uma investigação independente e uma auditoria sobre possíveis irregularidades durante o mandato de Josep Bartomeu.

“Nossa auditoria encontrou pagamentos que entendemos que representam a administração imprópria de verbas do clube. A auditoria não descarta enriquecimento ilícito de seus autores”, disse Laporta em uma entrevista coletiva para apresentar as descobertas, com o advogado Jaume Campaner e o vice-presidente financeiro do clube, Eduard Romeu, ao seu lado.

O advogado de Bartomeu, José María Fuster-Fabra, disse à Reuters que Bartomeu está “completamente calmo” diante das acusações e não irá fazer novos comentários pois não recebeu acesso aos resultados da investigação e da auditoria encomendada pelo Barcelona.

Laporta disse que o Barcelona registrou uma queixa na quarta-feira (26) na procuradoria local contra Bartomeu e sua diretoria e contou que o órgão está investigando os ex-diretores por crimes de administração imprópria de finanças do clube, apropriação indevida, contabilidade falsa e falsificação de documentos.

A procuradoria confirmou que a investigação está em andamento, mas se recusou a revelar detalhes.

“Não somos juízes ou a polícia, o sistema judiciário vai decidir quem é culpado ou não. Mas nossa investigação descobriu que houve pagamentos sem justificativa, pagamentos com causas falsas e pagamentos desproporcionais pela diretoria anterior”, disse Laporta.