23 de maio de 2022 4:56 AM

Diplomacia

China promete laços pacíficos com Taiwan, mas se opõe a interferência

Foto: Agência Lusa
Disse neste sábado o premier chinês Li Keqiang
Agência Reuters

O premier chinês Li Keqiang prometeu neste sábado (5) avançar o crescimento pacífico de relações com Taiwan e a “reunificação”, mas disse que o seu governo se opõe a qualquer atividade separatista ou interferência estrangeira.

A China, que reivindica Taiwan como seu território, aumentou atividades militares perto da ilha nos últimos dois anos, respondendo ao que chamou de “conluio” entre Taipei e Washington, o principal apoiador e fornecedor internacional de armas de Taiwan.

Falando na abertura da reunião anual do parlamento da China, Li disse que Pequim mantém o princípio de “uma China”, da qual Taiwan faz parte.

“Avançaremos o crescimento pacífico de relações no Estreito de Taiwan e a reunificação da China”, disse. “Somos contra qualquer atividade separatista buscando a ‘independência de Taiwan’ e somos contra interferência estrangeira”.

O Conselho de Assuntos Continentais de Taiwan respondeu dizendo que a China deveria ter mais foco nas preocupações reais do seu povo e na promoção da democracia, em vez de “minar as regras e a ordem internacionais”.