19 de maio de 2022 3:16 PM

Críticas

Crítico do Kremlin, Alexei Navalny é considerado culpado de fraude

Foto: Sergei Ilnitsky - Agência EFE
Decisão pode estender por anos tempo de prisão
Agência Reuters

 Um tribunal russo considerou, nesta terça-feira (22), Alexei Navalny culpado de fraude em larga escala e de desacato ao tribunal. A decisão provavelmente estenderá por anos o tempo na prisão do crítico mais proeminente do presidente da Rússia, Vladimir Putin.

Navalny já está cumprindo sentença de dois anos e meio em campo de prisioneiros, a leste de Moscou, por violações de liberdade condicional relacionadas a acusações que ele diz terem sido fabricadas para frustrar suas ambições políticas.

No mais recente processo criminal contra ele, que também atribuiu a motivação política, pode haver acréscimo de até 13 anos à sentença.

Muito magro, Navalny compareceu, ao lado de seus advogados, a uma sala cheia de seguranças da prisão, enquanto a juíza lia as acusações contra ele. O homem, de 45 anos, parecia inabalável, olhando para baixo enquanto folheava documentos judiciais.

Os promotores pediram ao tribunal que o envie para uma prisão de segurança máxima por 13 anos, sob acusação de fraude e desacato ao tribunal.

A juíza Margarita Kotova afirmou que Navalny cometeu crime ao insultar publicamente a instituição. Acrescentou que ele se declarou inocente das acusações de fraude.

Navalny foi preso no ano passado quando voltou à Rússia, depois de receber tratamento médico na Alemanha após envenenamento com um agente nervoso da era soviética, durante visita à Sibéria em 2020. Navalny culpou Putin pelo ataque.

O Kremlin disse que não viu evidências de que Navalny foi envenenado e negou qualquer participação russa, caso ele tenha sofrido um ataque com veneno.