22 de maio de 2022 4:24 AM

Política

Marcos Jorge deixa Sefaz para concorrer a uma vaga de deputado estadual

Foto: Divulgação - Blog Expedito Perônnico
"O objetivo agora, segundo contou ao Blog, é estabelecer um contato mais direto com o eleitor roraimense"
Expedito Perônnico

Marcos Jorge de Lima não é mais secretário de Fazenda de Roraima. Pediu demissão para cuidar da pré-campanha a uma vaga de deputado estadual pelo partido Republicanos, nas eleições de outubro. A exoneração de Marcos Jorge foi publicada no Diário Oficial do último dia 1º. Antes ele encaminhou ao governador Antonio Denarium (PP) uma justificativa onde ele cita as razões do pedido de demissão.

“Marquinho”, como é mais conhecido, vai basear sua campanha nos anos de experiência adquiridos na vida pública. Já foi secretário de Cultura na gestão de Suely Campos, depois exerceu a função de Secretário Executivo do Ministério dos Esportes onde coube à ele a organização de toda a infraestrutura do Brasil para sediar os Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro. Mais adiante ingressou no Ministério da Indústria e Comércio Exterior como secretário Executivo e terminou a gestão de Michel Temer como ministro, sendo também conselheiro do BNDES.

Na gestão de Antonio Denarium, assumiu inicialmente o comando da Secretaria de Planejamento, afastando da função em 2020 quando cogitou disputar a Prefeitura de Boa Vista. Como o projeto de candidatura a prefeito não se viabilizou, Marcos Jorge retornou ao Governo do Estado, a convite de Denarium, agora na condição de secretário de Fazenda, onde ocupou o posto até se desincompatibilizar no último dia 1º para se lançar a pré-candidato ao legislativo roraimense.

Essa, no entanto, não será a incursão de Marcos Jorge como candidato. Militante político há anos, já foi candidato em 2010, onde terminou àquela eleição como suplente de deputado federal na coligação. O objetivo agora, segundo contou ao Blog, é estabelecer um contato mais direto com o eleitor roraimense, a partir da interação com a população, as organizações empresariais e o meio político, já iniciada enquanto foi servidor público, e conquistar o voto com a pregação de propostas responsáveis e consistentes que visem o desenvolvimento do estado e a melhoria da qualidade de vida das pessoas.

Marcos Jorge cita que a experiência adquirida nas secretarias de Planejamento e Fazenda, serão fundamentais para a formalização de uma visão global sobre as linhas orçamentárias executáveis no Estado e isso o auxiliará a ter um norte de sua linha de atuação no parlamento. “O meu mandato será voltado para essa linha no campo das finanças. Organizar ações, ajudar o estado e formular propostas para uma melhor execução do orçamento. A minha prioridade é o desenvolvimento do Estado a partir do melhor emprego do dinheiro público”, disse.

VEJA A ÍNTEGRA DO PEDIDO DE EXONERAÇÃO:

Senhor Governador, Há pouco mais de 3 anos, quando ainda era Ministro da Industria, Comércio Exterior e Serviços e o Estado de Roraima estava sob intervenção federal, recebi o convite de Vossa Excelência para compor sua equipe econômica, à época, como secretário de Planejamento e Desenvolvimento.

Mesmo sabendo que seria um grande desafio, haja vista que Roraima advinha de gestões que o levou à bancarrota, atolado em dívidas e sem recursos sequer para pagar o salário dos servidores, aceitei o convite.

Ainda em Brasília, tive a oportunidade de contribuir com Roraima durante a intervenção federal instalada no final de 2018, já conduzida por sua excelência por indicação do então presidente Michel Temer, quando atuei ao seu lado em temas estratégicos para Roraima como a liberação das glebas de terras Equador e Ereu; para e edição da Portaria MME nº 512, de 21/12/2018, que lançou o leilão de energias alternativas realizado em maio de 2019, fundamental para atração de investimentos e geração de emprego e renda; e também o repasse de R$ 225.7 milhões para o pagamento dos salários atrasados dos servidores, terceirizados, e parcelas em atraso do ICMS dos municípios.

Ao assumir a Secretária de Planejamento e Desenvolvimento (Seplan), me empenhei em ações importantes, para a retomada da economia e reequilíbrio das contas públicas, com destaque para a correção do coeficiente do FPE, resultando efetivamente em incremento das nossas receitas. O conjunto de ações da Seplan, alinhado ao trabalho de construção do Governo para estabelecer um ambiente econômico mais favorável, impactou positivamente a balança comercial de Roraima.

Os números demonstram que as exportações cresceram acentuadamente desde 2019, atingindo o maior valor de todos os tempos em 2021, US$ 330 milhões, 20 vezes mais que em 2018. Durante minha gestão à frente da Seplan foi iniciado o processo de revitalização do Distrito Industrial Governador Aquilino Mota Duarte.

Criado em 1979, o Distrito que estava praticamente abandonado, de imediato recebeu patrulha mecanizada para a limpeza de vias públicas e, atualmente, está recebendo obras de infraestrutura, fruto de emendas parlamentares do senador Mecias de Jesus e do deputado Jhonatan de Jesus, com investimento inicial de R$ 20 milhões para a revitalização e urbanização do complexo que, atualmente, abriga mais de 150 empresas, que geram mais de 4 mil empregos, entre diretos e indiretos.

Também atuei na implementação de ações que contribuíram diretamente para o fortalecimento e desenvolvimento do turismo em Roraima, entre elas a atividade de visitação turística em terras indígenas, com uma comunidade pioneira a oferecer o serviço. Hoje, quatro municípios de Roraima já estão aptos a desenvolver o etnoturismo e começam a ser divulgados em todo o país pelo Ministério do Turismo.

Em 2020, recebi a missão de conduzir a Secretaria da Fazenda para ajudá-lo na adoção de medidas de controle fiscal e de indução da economia, o que tem se refletido em crescimento econômico e social rumo ao pleno desenvolvimento do estado de Roraima.

Foram diversas ações que trouxeram equilíbrio financeiro e credibilidade para o Estado, como o pagamento de obrigações herdadas de gestões anteriores, pagamento em dia dos servidores e fornecedores, refinanciamento de dívidas dos contribuintes, dois pacotes de medidas econômicas para minimizar os impactos da pandemia, a realização de concurso para auditor fiscal, dentre outras iniciativas que fizeram de Roraima o estado que mais gerou empregos formais no Brasil nos últimos 3 anos.

Outro ponto importante são os investimentos em tecnologia da informação para facilitar e melhorar o sistema tributário de Roraima. Foram adquiridos mais de 200 novos computadores, data center, softwares, além da aquisição de um scanner para ser instalado no Posto Fiscal do Jundiá, que também está sendo revitalizado e ampliado. Todos os atos e medidas adotadas pela sua gestão estão fazendo com que Roraima se torne um estado cada vez mais propício a novos investimentos, atraindo novas empresas e empreendedores para cá.

O reflexo da gestão de Vossa Excelência e de sua equipe econômica levou Roraima ao terceiro lugar entre os melhores ambientes de negócios do País, de acordo com o Doing Business Subnacional Brasil 2021, relatório elaborado pelo Banco Mundial em mais de 190 países. O estado também ficou em primeiro lugar no Índice Mackenzie de Liberdade Econômica Estadual, que mede a capacidade dos indivíduos agirem na esfera econômica sem restrições indevidas.

Por fim, Roraima recebeu nota A, a máxima na avaliação de classificação de risco laborada pelo Tesouro Nacional, que analisa a capacidade de pagamento e situação fiscal de stados,
municípios e do Distrito Federal. Esta foi a primeira vez na história, desde a criação do estado, que Roraima alcançou esse patamar.

São inúmeras as ações que foram realizadas neste período, que me fazem sentir com a sensação de dever cumprido, para hoje, lhe entregar meu pedido de exoneração do honroso cargo de secretário de Estado da Fazenda, para que, em cumprimento à legislação eleitoral, possa me descompatibilizar a partir desta data e buscar alçar novos voos, mas sempre com o desejo de fazer o melhor pelo nosso querido estado de Roraima.

Não direi adeus, mas apenas um ‘até breve’, pois acredito que ainda poderei contribuir muito pelo desenvolvimento de Roraima.