27 de maio de 2022 7:28 AM

Justiça

Sejuc colabora com informações e Policiais Penais para operação da Polícia Federal

Foto: Secom - RR
Júlia Rocha
Na manhã dessa quarta-feira, 20, a Polícia Federal deflagrou a operação Tabuleiro, com objetivo de desarticular uma organização criminosa nacional envolvida com o tráfico de drogas e outros crimes.

A operação teve a colaboração da Sejuc (Secretaria de Justiça e Cidadania). O setor de Inteligência da Sejuc fez diversos relatórios identificando pessoas que faziam parte da organização criminosa e estavam dentro e fora das unidades prisionais do Estado através de documentos e papéis apreendidos dentro das unidades.

Dez Policiais Penais participaram efetivamente da condução desses internos ao sistema prisional após a efetivação da audiência de custódia.

O secretário da Sejuc, André Fernandes, disse que desde o início, a Inteligência vem colaborando com as investigações que foram feitas pela Polícia Federal e que resultaram na prisão de 23 pessoas em Roraima e mais a incrementação de seis presos que já estavam detidos e que terão de responder também por associação criminosa. “Colaboramos diretamente no processo investigativo, com o fornecimento de informações pontuais e a liberação dos policiais penais para atuarem na ação efetiva da operação da PF”, ressaltou.

SISTEMA PRISIONAL SOB CONTROLE

Nos últimos três anos, o Governo de Roraima tem trabalhado pela melhoria do Sistema Penitenciário com a contratação de 400 Policiais Penais, reforma e construção de presídios, além das ações para fortalecer o trabalho de reinserção de reeducandos na sociedade.

O governador Antonio Denarium anunciou recentemente o curso de formação de 444 aprovados da segunda turma de Policiais Penais do Estado de Roraima. O início do curso será no dia 1 de agosto de 2022.

Também, em 2022, o Governo inaugurou o presídio de Rorainópolis com capacidade para 178 presos, um investimento de mais de R$ 17 milhões.