22 de maio de 2022 3:16 PM

Saúde

Descubra os principais sintomas e como tratar a candidíase oral, popularmente conhecida como ‘sapinho’

Foto: wavebreakmedia_micro/ freepik
Liliane Pires

Certamente a maioria das pessoas, em algum momento, já ouviu falar sobre a candidíase. De origem fúngica, a doença pode ser transmitida por meio do contato sexual e, normalmente, atinge a região genital, da virilha ou de áreas adjacentes. Mas, afinal, como ela pode atingir a boca? Quais são as implicações desse problema para a saúde bucal e do organismo? O cirurgião dentista e fundador da OdontoCompany, maior rede de clínicas odontológicas do mundo, Paulo Zahr, esclarece estas e outras dúvidas sobre o tema.

O que é

“Sapinho”, como é popularmente conhecida a candidíase oral, é responsável pelo surgimento de uma série de sinais que afetam as mais variadas regiões da boca, embora sejam muito mais recorrentes na área da língua. Além disso, pode trazer malefícios para outras regiões, espalhando para os órgãos do sistema respiratório e até mesmo para a pele.

Como ocorre o contágio 

A candidíase é um problema originado pela presença exacerbada de um fungo em nosso organismo, conhecido pelo nome científico de Candida albicans. Esse fungo é normalmente passado de pessoa para pessoa por meio do contato direto. Exemplos de práticas que favorecem o contágio são: beijo, ato sexual e o compartilhamento de utensílios e objetos, que são levados à boca -inclusive este é um dos motivos mais comuns para o contágio em bebês e crianças pequenas.

Quais são as causas mais comuns

A queda na imunidade é a principal razão do problema, já que o fungo causador da cândida pode estar presente no organismo de forma quase natural, sem ser um problema para pessoas que estejam saudáveis. Bebês, crianças pequenas, idosos ou pessoas portadoras de doenças crônicas apresentam maior chance de desenvolver a doença. Além destes, indivíduos que estão constantemente expostos a situações estressantes ou que façam uso frequente de antibióticos também fazem parte dos grupos de risco para a candidíase oral.

Quais são os sintomas

  • sensação de secura na boca;
  • rachaduras em toda a cavidade oral;
  • surgimento de lesões avermelhadas;
  • aparecimento de lesões brancas por toda a boca;
  • desenvolvimento de uma secreção de cor branca, com aspecto de queijo;
  • dor para engolir;
  • redução do apetite;
  • náuseas e vômitos;
  • sensação de inchaço na garganta.

Vale ressaltar que nem todas as pessoas terão todos os sintomas mencionados. No entanto, o surgimento de apenas um destes sinais basta para que seja necessário o agendamento de uma consulta com um dentista.

Como é feito o diagnóstico 

O profissional vai observar o histórico e queixas do paciente e assim dará seguimento à investigação. Na maioria das vezes, o exame visual das lesões é o suficiente para o diagnóstico. No entanto, o especialista também pode colher uma amostra celular e examinar as suas células em um microscópio, fazendo uma análise mais aprofundada do caso.

Como tratar 

O tratamento normalmente envolve a aplicação tópica ou administração por via oral de medicamentos que combatem o fungo. Outros medicamentos também podem ser utilizados para reduzir sintomas simultâneos, como a dor ou o desconforto. Vale ressaltar, que apenas um profissional qualificado pode fazer a prescrição correta para cada caso.

Como é feita a prevenção

Nem sempre prevenir esse problema é possível. No entanto, algumas boas práticas podem fazer com que as chances de contrair a doença sejam reduzidas. A primeira é evitar o contato direto com pessoas estranhas, especialmente sem proteção, como no caso de relações sexuais. Em seguida, podemos citar a adoção de bons hábitos e um estilo de vida mais saudável, tais como evitar o cigarro, álcool, fazer o tratamento adequado para eventuais doenças crônicas e cuidar da higiene bucal.

Sobre a OdontoCompany

A OdontoCompany é a maior rede de clínicas odontológicas do mundo, com mais de 2000 unidades espalhadas em todos os estados brasileiros. Há mais de 30 anos no mercado e mais de 10 no franchising, a rede recebeu no final de 2019 significante investimento da L Catterton, a maior gestora americana de private equity voltada para negócios de consumo do mundo e também integra a SMZTO Holding de Franquias, que congrega outras importantes empresas dos mais diversos segmentos. É reconhecida pelo pioneirismo em implantar técnicas de ortodontia, dentística, estética, endodontia, implantodontia e outros procedimentos que utilizam a mais alta tecnologia.