22 de maio de 2022 12:08 AM

Visita

Ministro da Saúde participa de ação na Raposa Serra do Sol

Foto: Secom - RR
Marcelo Queiroga, acompanhado do governador, Antonio Denarium, participou nesta terça-feira (19), da “Sesai Mais Saúde Indígena”, uma ação que leva atendimentos de saúde para indígenas da Raposa Serra do Sol
Joselinda Lotas

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, acompanhado do governador, Antonio Denarium, participou nesta terça-feira (19), da “Sesai Mais Saúde Indígena”, uma ação que leva atendimentos de saúde para indígenas da Raposa Serra do Sol, município de Normandia, no Leste de Roraima.

Além do Ministério da Saúde, a iniciativa é encabeçada pelo Distrito Sanitário Especial Indígena do Leste de Roraima, e tem apoio do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Saúde, e a Organização Não Governamental Expedicionários da Saúde.

Na ocasião, Queiroga destacou a importância da atividade, a terceira edição realizada em Roraima. “No dia dos povos indígenas, estamos aqui com essa importante ação de saúde, que conta com parceiros como o Governo de Roraima, por exemplo”, disse.

Ele ressaltou que a medida do Governo Federal faz cumprir a Constituição Federal onde diz que “a saúde é direito de todos e dever do Estado”.

Para o governador Antonio Denarium, a ação reforça o olhar do Governo com os povos indígenas, que vivem distante dos centros onde há hospitais equipados.

“Somos parceiros em toda e qualquer ação em que valorize os povos indígenas e proporcionem uma melhor qualidade de vida”, enfatizou.

ATENDIMENTOS MÉDICOS

Por meio dos Expedicionários da Saúde, os indígenas estão tendo acesso às especialidades de urologia, ginecologia, clínico geral e odontologia, levando assim a assistência da atenção especializada para populações que vivem em áreas remotas. A ação seguem até o dia 23 de abril.

A secretária de Saúde, Cecília Lorenzon destacou a importância da parceria com o Ministério da Saúde e DSEI Leste. “A Secretaria de Saúde disponibilizou ambulância, equipe de apoio e logística para a ação, lençóis e medicamentos para que assim possamos atender os nossos indígenas que tanto necessitam do atendimento médico especializado”.

Ao todo, segundo Cecília, a entidade já realizou mais de 250 cirurgias, além de aproximadamente de 1,8 mil atendimentos aos indígenas da região.