16 de maio de 2022 11:58 AM

TV ASSEMBLEIA 

Pela primeira vez, final feminina do ‘Peladão’ terá transmissão ao vivo

Foto: Marley Lima
Partida entre Atlético Roraima e Elite ocorre neste domingo (17), a partir das 18h, no Canarinho
Suzanne Oliveira

Os amantes do futebol poderão acompanhar, pela primeira vez no Estado, a transmissão de uma final de futebol feminino pelo campeonato amador “Peladão”, o maior da categoria. A partida entre o Atlético Roraima e Elite ocorre neste domingo (17), a partir das 18h, no Estádio Canarinho, e poderá ser conferida na TV Assembleia, canal 57.3, e no YouTube (@assembleiarr).

De acordo com a diretora da TV Assembleia, Camila Dall’Agnol, o Peladão não ocorria há algum tempo e retornou em 2021, após parlamentares viabilizarem no orçamento do Estado condições para sua realização.

“O torneio tem o apoio da Assembleia Legislativa e a TV está acompanhando desde o início. Vai ser a primeira vez que uma final de feminino amador será transmitida em Roraima. A gente escolheu esse jogo por esse motivo. O futebol feminino não é tão valorizado quanto o masculino no nosso país”, ressaltou Camila.

Para o técnico do Atlético Roraima, Bennaze da Silva Rates, a expectativa do time para a partida de domingo “é boa”. Ele destacou a importância da divulgação das mulheres no esporte, considerado predominantemente masculino.

“A gente trabalhou muito para chegar a essa final, sabendo das dificuldades, porque o outro time é bem qualificado. É a primeira competição do Peladão que envolve o futebol feminino e nós estamos na final. A gente agradece muito à organização do evento em poder promover um jogo como esse para mostrar para todos que o futebol feminino roraimense existe e é de boa qualidade”, disse Rates.

Com relação à preparação das jogadoras, o técnico contou que a equipe trabalha com dois parâmetros principais: partes física e tática.

“Depois que a gente se classificou para as semifinais, intensificamos os trabalhos, treinando todos os dias até a final, fazendo a preparação física e tática da equipe, respeitando, é lógico, os limites de cada uma”, explicou.

Já a técnica do Elite, Indianara Rocha, afirma que levará o título “quem errar menos e tiver mais força de vontade”.

“A gente vem fazendo história. Vai ser um jogo de detalhes, porque um time que chega a uma final não vem para brincadeira. Sendo assim, o adversário vem com tanta vontade de ganhar quanto a gente, e eu acredito plenamente na equipe.”

Ainda segundo Indianara, o Elite se organiza no campo do CTG (Centro de Tradições Gaúchas) com treinamento específico. Nesta sexta-feira (15), o treino que prepara as jogadoras para a final será encerrado com um “recreativo fechado”.

Além da final feminina, o campeonato terá a final da categoria Sub-17.