23 de maio de 2022 3:53 AM

Polícia

Polícia Civil cumpre mandado de prisão contra motoboy suspeito de cometer vários crimes

Foto: Ascom - PCRR
Ascom - PCRR
A PCRR (Polícia Civil de Roraima) por meio dos agentes da SIOP (Seção de Investigação de Operação) da Delegacia do Cantá, com apoio dos agentes do 3º DP (Distrito Policial), cumpriram mandado de prisão preventiva em desfavor do motoboy A. W. S. S., de 29 anos, por descumprimento de medida protetiva.
A prisão ocorreu nesta quarta-feira, (02), no Centro Comercial Caxambu, em Boa Vista, no momento em que ele fazia compras com a esposa e não reagiu à prisão.
O mandado de prisão foi expedido no dia 13 de janeiro deste ano, pelo 1º Juizado de Violência Doméstica.
De acordo com informações prestadas pela delegada Simone Arruda, titular do 3º DP, o motoboy, também é suspeito de cometer vários crimes na cidade.
Segundo a delegada foram realizadas várias diligências com o intuito de localizar o investigado e, logo que foi decretada a prisão preventiva, os agentes intensificaram as buscas com o objetivo de localizá-lo e dá cumprimento à decisão da Justiça.
“Desde o ano passado foram registrados vários BO’s (Boletins de Ocorrências) por estelionato e o motoboy é o principal suspeito de cometer os crimes. Ele procurava seus alvos no aplicativo OLX, na maioria das vezes referente à compra e venda de materiais de construção”, disse Simone.
A delegada relatou que o motoboy, por meio da OLX oferecia a preço atrativo os materiais de construção, e usava nomes de lojas para atrair os compradores por meio de fotos.
“A vítima ligava interessada e, na negociação, após combinar preço, ele dizia que o material de construção já estava saindo para ser entregue. Então ele se passava por cliente, ligava para uma loja idônea e pedia os mesmos materiais para serem entregues na casa da vítima e informava que o pagamento seria feito através de PIX. No ato da entrega a vítima fazia a transferência dos valores na conta do golpista que imediatamente a bloqueava no telefone”, relatou a delegada.
Conforme a delegada, estão sendo ouvidas as vítimas e será feita o reconhecimento dele, que deverá ser indiciado também pelos crimes que cometeu.