21 de maio de 2022 11:58 PM

EDUCAÇÃO FINANCEIRA

Palestra promovida pela Escola do Legislativo vai ensinar como controlar gastos

Foto: Marley Lima
Palestrante mostrará caminhos para começar a poupar; alunos vão receber cartilha de orientações
Marilena Freitas

Em alusão à Semana da Educação Financeira, criada pela Lei nº 1.428/2020, alunos da Escola Estadual Lobo D’Almada foram convidados a assistir a uma palestra, promovida pela Escolegis (Escola do Legislativo), com foco na importância de controlar gastos e começar a poupar.

 

A palestra será ministrada pela coaching em gestão financeira Maria Odete Lins da Costa, nesta segunda-feira (16), das 9h às 12h, no Plenarinho Valério de Magalhães, na Assembleia Legislativa de Roraima (ALE-RR).

 

A iniciativa é da deputada Catarina Guerra (PP, que é autora da lei e da elaboração de uma cartilha que ensina como usar o dinheiro de maneira correta e saudável.

 

“A gente precisa tratar desse assunto importante. Por isso, pensamos em algo voltado para o público jovem. É sempre hora de a gente aprender a poupar, a lidar com as nossas finanças. Pensamos a palestra com muito carinho e teremos uma palestrante maravilhosa, que vai compartilhar diversas informações que farão a diferença para esses jovens”, explicou a parlamentar.

 

Além de ensinar, a palestra tem como finalidade motivar os alunos a começarem a poupar. “Essa é uma forma de aplicarmos na prática a lei de minha autoria, para que se torne eficaz. Buscamos alternativas para abordar esses assuntos durante a Semana da Educação Financeira com diálogos e palestras. A Assembleia Legislativa não poderia ficar de fora, e está utilizando os mecanismos necessários para fazer valer a lei na nossa vida”, acrescentou Catarina.

 

Cartilha

 

Durante o evento, será distribuída a Cartilha de Educação Financeira, que ensina que o ideal para manter o controle das finanças é fazer uma planilha de gastos contendo colunas de entrada e saída do dinheiro. Dessa forma, a pessoa terá uma visão ampla e identificará se gasta mais do que ganha.

 

Caso positivo, é hora de reavaliar os gastos e verificar onde é possível cortar para economizar. Muitas despesas não são essenciais e é possível sobreviver sem elas.